Lari skuld.mais sobre mim

Lari skuld. ver perfil

Lari skuld. seguir perfil

Lari skuld.Janeiro 2009
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9

11
12
13
14
16
17

18
20
21
22
24

25
26
27
29
30
31


Lari skuld.posts recentes

Lari skuld. O amor.

Lari skuld. Mudanças??

Lari skuld. ...

Lari skuld. ...

Lari skuld. SHow do motöhead em BH *-...

Lari skuld. ...

Lari skuld. Viver

Lari skuld. Natal...

Lari skuld. O amor...

Lari skuld. é preciso??

Lari skuld.arquivos

Lari skuld. Janeiro 2009

Lari skuld. Dezembro 2008

Lari skuld. Novembro 2008

Lari skuld. Outubro 2008

Lari skuld. Setembro 2008

Lari skuld. Agosto 2008

Lari skuld. Julho 2008

Lari skuld. Junho 2008

Lari skuld.tags

Lari skuld. todas as tags

Lari skuld.pesquisar
 
blogs SAPO
Lari skuld.subscrever feeds
Domingo, 28 de Dezembro de 2008
Natal...

 O natal passou...

mais a cada ano me pergunto...

qual o verdadeiro sentido do natal.
Hoje vou postar uma musica que diz tudo o que eu vejo em todos os natais.


 

Once in Royal David’s City* esteve no humilde abrigo de gado
Onde uma mãe deitou seu bebê
Você faria bem ao lembrar das coisas que ele falou depois
Quando você está recheando a si mesmo nas festas de Natal,
Você rirá quando eu disser para você saltar correndo
Você está errando o ponto
Eu estou certo de que não precisa ser feito,
Que o espírito de Natal não é aquilo que você bebe.

Então como você pode rir quando sua prórpia mãe está com fome
E como você pode sorrir quando as razões para sorrir são erradas?
E se eu misturar em cima seus prazeres imprudentes?
Lembre, se desejar, isto é apenas uma canção de Natal.

Ei, Papai Noel: nos passe aquela garrafa, não é?

 

 

Jethro Tull - A Christmas Song (tradução)

 

 

acho que vale a pena se questionar!




publicado por lari skuld às 03:39
link do post | comentar | favorito

Sábado, 27 de Dezembro de 2008
O amor...

Amor...

alguns o idealizam, outros procuram, outros tentam achar um modo de explicar, outros tentam viver, outros tentam demonstrar... e por final vem aqueles que tentam entender.

Desde que nascemos a palavra amor se torna constante e ao mesmo tempo misteriosa, aquele medo de dizer 'te amo'é comum... pois desde que nascemos colocam em nossa cabeça que o amor é aquele sentimento  perfeito... tão perfeito que as vezes deixamos de acreditar que ele exista,

O amor, pequena palavra e tão poderosa...capaz de mudar muitas vezes até nossos destinos, tão poderosa,digna de medo.

Ao nascernos sonhamos com o principe encantado e quando estamos no fim de nossas vidas não conhecemos o principe, mais conhecemos o amor,

O amor, demasiada palavra... que nos rodeia o tempo todo...que as vezes não somos nem capaz de percebe-la.

No nosso abraço de saudade, nas nossas primeiras lagrimas de ciúme, no nosso primeiro beijo,nos nossos sorrisos...

será que não estavamos transbordando de amor??!!

 

Talvez  o misterio do amor seja reconhece-lo.

 

 

 

 

 

 



publicado por lari skuld às 03:01
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Terça-feira, 9 de Dezembro de 2008
é preciso??

hoje pensei em escrever varias coisas, mais tava aqui e escutei meu irmão falando uma frase que achei bastante interessante,

que é...


"navegar é preciso,viver não é preciso"


ai resolvi postar hoje uma análise dessa frase que é de fato  imensa verdade...

O que ele quis mostrar nessa frase??

Navegar: determinar  ou calcular com exactidão, ou seja quando ele diz "Navegar é preciso"...ele quer dizer que navegar é exato,que é necessário se calcular a "navega;ao" com certeza e que viver não é exato, não há uma matemática exata.


interessante analizar que  essa frase vem do latim "Navigare necesse;vivere non est necesse", frase dita pelo general romano Pompeu 106.48 A.C, dita aos marinheiros,amendontados,que recusavam a viajar durante a guerra.



Vale a pena se questionar sobre essa frase.


sinto-me: pensativa

publicado por lari skuld às 19:40
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Sábado, 6 de Dezembro de 2008
lembranças?

É dificil olhar pra trás sem sentir uma dorzinha, ou sem dar um sorriso mesmo sem querer ou talvez até derramar um lagrima bem desfarçadamente.

Uma coisa que sabemos é o que o passado existe e que ele sempre, sempre será nosso mesmo que o ômega de nossa vida esteja proximo.

Não deveis cair em pranto pelo seu passado ou por perguntas incertas.

Vejo o passado como uma parte de um livro em que eu sou o protagonista e o autor sempre, e que só eu tenho uma visão nitida de todos os fatos e o mais importa eu posso modificar toda o fim da minha historia bastando analizar os fatos anteriores.

A historia pode ser a pior, os acontecimentos podem ser os mais tragicos, mais no final não há uma historia que não acabe com final feliz.Em Romeu e Julieta o final pode ser trágico mais não deixa de ser feliz... afinal morrer amando é a melhor maneira de morrer, infelissidade é morrer sem conhecer o amor, ou morrer aliviando a dor de um amor não correspondido.

Mais também há varias maneiras de pular a janela do contexto.

O que eu desejo é ter uma historia comum e quando me aproximar do fim da minha historia ter a certeza que viver foi o melhor presente e o que vem depois...o melhor misterio.

Então ame, aprenda e viva da melhor meneira...

Pois o hoje é o passado do amanhã.


sinto-me: Feliz

publicado por lari skuld às 22:02
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito